Tunisianos vão às ruas para pedir novo governo

TÚNIS

, O Estado de S.Paulo

21 de fevereiro de 2011 | 00h00

Pelo menos 40 mil pessoas desafiaram ontem as forças de segurança em Túnis, capital da Tunísia, para pedir um novo governo interino, apesar da proibição. Foi o segundo dia consecutivo de protestos no país.

No centro da capital, os manifestantes gritavam "Fora!" e "Nós não queremos os amigos de Ben Ali!", em referência ao ex-presidente Zine al-Abidine Ben Ali, deposto em janeiro. A melhoria dos salários também era um dos pedidos dos manifestantes. O governo interino é acusado de fracassar no oferecimento de segurança, em meio à escalada da criminalidade, e na ajuda aos pobres.

As forças de segurança atiravam para o alto, enquanto dois helicópteros circulavam sobre a área do protesto. Não há notícias sobre feridos. O governo interino, cuja função principal é promover eleições para substituir Ben Ali, já passou por várias mudanças após manifestantes exigiram a saída de autoridades ligadas ao antigo governo. Ontem, a Tunísia pediu à Arábia Saudita a extradição de Ben Ali para que ele seja julgado pelas mortes nos protestos. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.