''Turbante-bomba'' mata prefeito de Kandahar

Um suicida que escondia explosivos em seu turbante matou ontem o prefeito de Kandahar, Ghulam Haider Hamidi, de 65 anos. O prefeito foi a terceira pessoa influente do sul do Afeganistão a ser assassinada em apenas duas semanas. Também foram mortos nesse período o meio-irmão do presidente Hamid Karzai e um governador. O Taleban assumiu a autoria dos três ataques. "O suicida colocou os explosivos dentro de seu turbante", disse o vice-chefe de polícia da Província de Kandahar, Sher Shah Yousafzai.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.