Turcos e curdos reforçam posições na fronteira

Um grande número de tanques M-47 e M-48 e de soldados turcos vêm se posicionando a poucos quilômetros da fronteira da Turquia com o Iraque, enquanto forças curdas iraquianas cavam trincheiras ao longo da divisa, para resistir a qualquer incursão das forças turcas.A tensão está elevada entre turcos e curdos iraquianos - ambos potenciais aliados dos Estados Unidos num ataque contra o Iraque -, com a Turquia se preparando para enviar dezenas de milhares de tropas para o norte do Iraque no caso de uma guerra.Os turcos temem que a queda do presidente do Iraque, Saddam Hussein, leve à criação de um Estado curdo independente, que poderia reviver uma guerra de 15 anos entre forças turcas e os rebeldes separatistas curdos, na fronteira entre o sul da Turquia e o norte do Iraque.As facções curdas que controlam o norte do Iraque temem que a Turquia se aproveite da guerra para sufocar a autonomia curda, e vêm alertando que haverá confronto se as forças turcas atravessarem a fronteira. No entanto, os curdos iraquianos não possuem muitas armas pesadas e aparentemente não representariam um grande obstáculo militar para a Turquia.Pequenas unidades de forças curdas foram vistas nesta segunda-feira cavando trincheiras nas colinas que dão para a fronteira Turquia-Iraque.Há informes de que diversas outras trincheiras foram cavadas a oeste, ao longo da fronteira.Forças especiais da Turquia patrulham a região fronteiriça, enquanto caminhões transportam suprimentos para uma base turca localizada a sete quilômetros da fronteira.Os Estados Unidos planejam utilizar a fronteira entre Turquia e Iraque para abrir uma frente de combate pelo norte. Washington pressiona Ancara para que permita o deslocamento de mais de 60.000 soldados norte-americanos pelo país. Os EUA alegam que isso encurtaria um eventual conflito.Na semana passada a Casa Branca alertou a Turquia para que não adote "nenhuma ação militar unilateral" contra os curdos iraquianos. Ancara não quer romper seus laços estratégicos com Washington, mas o governo turco já se mostrou determinado a evitar a criação de um Estado curdo e a bloquear o fluxo de refugiados. A Turquia também não quer que os curdos iraquianos se apoderem dos campos de petróleo do norte do Iraque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.