Turcos pedem libertação de acusados de conspiração

Centenas de pessoas marcharam em protesto hoje até um complexo penitenciário para pedir a libertação de políticos seculares turcos acusados de conspirar para derrubar o governo de raízes islâmicas do país.

AE-AP, Agência Estado

23 de agosto de 2010 | 18h12

Os manifestantes, muitos do Partido dos Trabalhadores da Turquia, fizeram a passeata até o complexo penitenciário, nos arredores de Istambul, onde vários políticos estão detidos. O líder do partido, Dogu Perincek, está preso no local.

Os manifestantes também protestaram contra o referendo de 12 de setembro, marcado pelo governo turco para as reformas constitucionais. Eles acusam que, se as mudanças forem aprovadas, o governo aumentará seu controle sobre o judiciário.

Os promotores afirmam que os políticos, generais e jornalistas presos montaram uma conspiração para levar o país ao caos e em seguida abrir o caminho para um golpe militar. Os seculares afirmam que as prisões são uma tentativa do governo intimidar a oposição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.