Turista espacial diz viver um sonho

Dennis Tito, o excêntrico milionário norte-americano que se transformou no primeiro turista espacial da história, é só alegria. Nesta terça-feira, em entrevista a emissoras de TV, ele não parava de comemorar a sua viagem: "Estar no espaço é como ganhar uma nova vida, como se vivesse em um outro mundo. Viver sem a gravidade e ver a Terra de cima é tão espetacular." A bordo da Estação Espacial Internacional (ISS), Tito declarou que sua aventura superou seus "sonhos mais maravilhosos".O californiano de 60 anos confirmou na entrevista que chegou a ter náuseas e ficou enjoado depois de tomar um pouco de suco e comer frutas secas. Mas ressaltou que já aprendeu a lição e se sente recuperado. Tito, que pagou US$ 20 milhões pela aventura, declarou que espera com sua viagem ter aberto as portas do universo para as pessoas comuns. "Uma pessoa normal, que não é nenhum super-herói, pode adaptar-se no espaço."Tito chegou à ISS na segunda-feira a bordo da nave russa Soyuz TM32, que substituirá a unidade TM31, com a qual regressará no dia 6 de maio à Terra. Estará acompanhado dos cosmonautas russos Talgat Musabáyev e Yuri Baturin, com quem fez a viagem inicial. Ainda há dúvidas sobre quais as restrições que a agência espacial Nasa fará ao milionário para ter acesso à parte norte-americana do módulo Alfa. A Nasa era contrária à presença de Tito na estação. Por enquanto, o turista espacial continuará fotografando outros módulos da estação, a Terra e o espaço.O ônibus Endeavour aterrissou hoje na base Edwards, na Califórnia, encerrando sua missão de auxílio à ISS que apresentou falhas nos equipamentos eletrônicos. Apesar dos vários e graves problemas nos computadores da estação, os sete astronautas norte-americanos puderam completar seus trabalhos, que incluiu a instalação de um novo braço robotizado e a entrega de toneladas de equipamentos.Depois de uma seqüência de missões espaciais praticamente perfeitas, desde 1998, a Nasa enfrentou sérios problemas, como a perda das funções de comando da estação. Uma série de falhas técnicas deixou a ISS praticamente isolada. Com a chegada da Endeavour à estação, foi possível substituir alguns circuitos defeituosos e componentes dos computadores, reestabelecendo o contato com a Terra.O êxito da operação foi tão grande que praticamente acabou desviando a briga que a Nasa travava com o milionário Tito. O comandante Kent Rominger elogiou, logo após a aterrissagem no deserto californiano de Mojave, o empenho dos técnicos que substituíram o sistema de comunicação em poucos dias. "É maravilhoso regressar e só podemos agradecer a todos os companheiros na Terra que salvaram a missão", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.