Turista israelense é preso após incêndio no Chile

Um turista israelense de 23 anos foi detido por suspeita de ter causado um incêndio que já queimou mais de 11 mil hectares no parque nacional de Torres del Paine, no Chile, informaram hoje as autoridades chilenas.

AE, Agência Estado

31 de dezembro de 2011 | 18h50

O procurador regional, Juan Melendez, identificou o suspeito como Roter Singer e disse que o homem reconheceu ter sido negligente em permitir o início do fogo. Mais de 500 bombeiros estão tentando conter o incêndio, que levou a retirada de mais de 400 turistas do local, a maioria de estrangeiros.

Cerca de 150 mil pessoas visitam a cada ano o parque localizado no sul do Chile. Autoridades chilenas informaram que os ventos estão contribuindo com o trabalho dos bombeiros, mas a expectativa é que o tempo piore amanhã e na segunda-feira. Ontem o governo decretou estado de emergência na região. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Chileincêndioturistaprisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.