Turista morta por crocodilo havia escapado de atentado

Uma turista alemã morta por um crocodilo no interior da Austrália havia escapado por pouco do atentado em Bali, informaram hoje os jornais. Isabel von Jordan, uma estudante de 25 anos, estava na discoteca Sari na ilha indonésia uma hora antes da explosão que destruiu o local, matando pelo menos 191 pessoas, afirmaram os jornais.De acordo com o jornal Muenchner Merkur, de Munique, Jordan e sua irmã foram de Bali para a Austrália para visitar amigos que haviam ficado feridos no atentado do dia 12 de outubro. Muitos dos feridos foram levados para tratamento na Austrália. O corpo de Jordan foi retirado das mandíbulas de um crocodilo de quatro metros de comprimento, depois de ela ter tomado um banho noturno numa lagoa, com sua irmã e outras pessoas da excursão em que viajavam. O fato aconteceu na terça-feira, no Parque Nacional Kakadu, no norte da Austrália.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.