Turista que caiu 200 metros em Machu Picchu é resgatada viva

A turista britânica Barbara Catchpove, de 54 anos, foi resgatada nesta quarta-feira com vida após cair num abismo de 200 metros no Caminho Inca, que conduz à cidadela de Machu Picchu. Após o resgate, ela recebeu os primeirossocorros no centro de saúde de Machu Picchu, antes de ser levada a uma clínica em Cuzco, 130 quilômetros a noroeste do centro turístico mais importante do país.Segundo a Polícia, Catchpove estava há dois dias percorrendo o caminho com amigos quando caiu num precipício entre os complexos arqueológicos de Intipunco e Wiñayhuayna.O resgate foi possível graças ao trabalho de mais de 40 pessoas, que usaram cordas de mais de 100 metros para poder descer pelo abismo e machados para cortar o mato, numa região que une as altas montanhas e a exuberância da floresta.A polícia disse que os acidentes deste tipo "não são comuns no Caminho Inca, devido às estritas medidas de segurança, sinalização e contratação obrigatória de um guia especializado".Pelos números oficiais, 53 mil turistas percorreram pelo menos algum trecho do local em 2005. O caminho a pé e com a ajuda de carregadores oficiais dura em média três dias e evita a viagem de trem de Cuzco à estação de Puente Ruinas, onde fica a cidade de Aguas Calientes.Declarada em 1981 patrimônio histórico e natural da humanidade, a região a 130 quilômetros a noroeste de Cuzco é conhecida como a cidade perdida dos Incas, e o principal destino turístico do Peru.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.