Turquia: ataque sírio é caso de violação de fronteira

Disparos da Síria a um campo na Turquia que abriga refugiados sírios são uma "clara violação" da fronteira comum entre os dois países, disse, nesta terça-feira, o primeiro-ministro da Turquia, Recep Tayyip Erdogan.

ROBERTO CARLOS DOS SANTOS, Agência Estado

10 de abril de 2012 | 04h07

"Foi uma violação muito clara da fronteira", disse Erdogan a repórteres em Pequim, onde está em visita oficial. "Obviamente, nós vamos tomar as medidas necessárias", completou o premiê, segundo reportagem da agência de notícias turca Anatólia.

Dois sírios e um intérprete turco ficaram feridos na segunda-feira após um campo de refugiados construído pela Turquia para abrigar refugiados sírios ser atacado por disparos vindos do outro lado da fronteira. O ataque foi o primeiro caso de fogo sírio atingindo pessoas em solo turco. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
TurquiaSíriadisparos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.