Turquia bloqueia acesso à Wikipedia

Medida é a mais recente na repressão contra a liberdade de expressão no país, dizem críticos

O Estado de S.Paulo

29 Abril 2017 | 05h49

ISTAMBUL - Autoridades turcas bloquearam no sábado, 29, o acesso à enciclopédia online Wikipedia no país, disse um grupo de monitoramento online. Críticos do governo afirmam que este é o mais recente golpe no processo que chamam de uma repressão à liberdade de expressão na internet.

O bloqueio à Wikipedia em todas as línguas foi detectado às 8h da manhã do horário local (2h de Brasília) no sábado, disse o grupo Turkey Blocks em seu site. 

Grupos têm acusado a Turquia de impedir o acesso a redes sociais como Facebook e Twitter, especialmente depois de ataques militantes. O governo negou no passado que impede o acesso à internet, culpando interrupções de energia e problemas técnicos. 

Mas especialistas apontam que os blackouts nas mídias sociais são intentionais e visam reduzir o fluxo de imagens e propaganda dos militantes.

Em 2014, a Turquia censurou por dois meses o acesso ao YouTube em março. A oposição usava o canal de vídeos para divulgar críticas e imagens comprometedoras contra o primeiro-ministro, Recep Tayyip Erdogan. O gabinete do primeiro-ministro explicou então em uma nota que a medida era necessária para se evitar a espionagem. No entanto, grande parte dos turcos seguiram acessando o YouTube graças ao uso de ferramentas para driblar a proibição. / REUTERS e EFE

Mais conteúdo sobre:
ISTAMBUL Wikipedia Twitter

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.