Turquia bloqueia acesso local ao YouTube

A autoridade de telecomunicações da Turquia bloqueou nesta quinta-feira o acesso ao site de compartilhamento de vídeos YouTube, do Google, exatamente uma semana depois de impedir a população turca de acessar o Twitter, em um movimento que deve intensificar críticas domésticas e internacionais ao governo do país a poucos dias das eleições locais.

AE, Agência Estado

27 de março de 2014 | 13h29

A suspensão ocorreu horas após uma gravação que supostamente apresenta um encontro entre o ministro das Relações Exteriores da Turquia, o chefe da agência de inteligência e um general vazar no Youtube. Na gravação, eles estariam discutindo cenários que poderiam levar a uma intervenção militar na Síria.

O bloqueio foi anunciado no site do órgão de telecomunicações, que informa ter tomado "medida administrativa" contra o site "após análise técnica e consideração legal". O Google não respondeu imediatamente a pedidos de comentário sobre a medida.

O bloqueio do governo turco ao Twitter havia ocorrido depois que links para outras gravações provenientes de grampos sugerindo corrupção se espalharam pelo microblog, causando embaraço ao governo do primeiro-ministro da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, antes do pleito programado para o dia 30 de março.

O movimento contra o Youtube deve provocar mais indignação na Turquia, onde as mídias sociais são amplamente utilizadas. Fonte: Associated Press e Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Turquiainternetyoutubeacessobloqueio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.