Turquia bombardeia Síria pelo 4º dia seguido

A artilharia turca bombardeou a Síria pelo quarto dia consecutivo neste sábado, em retaliação após morteiros lançados do país vizinho caírem em solo turco. Rebeldes se confrontam com as tropas do governo sírio perto da fronteira, reacendendo temores de que a crise pode se transformar em um conflito regional.

Agência Estado

06 de outubro de 2012 | 13h57

Também neste sábado, o ministro da Defesa da Síria, general Fahd Jassem al-Freij, disse que a rebelião contra o regime do presidente sírio Bashar Assad será reprimida e que a violência que tomou o país terminará em breve.

O último bombardeio ocorreu um dia depois de o primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, alertar Damasco que não teste os "limites e determinação" da Turquia e reiterar que os avisos "não são blefe".

A crise na região começou na última quarta-feira, quando um bombardeio sírio deixou cinco civis mortos numa cidade fronteiriça turca, deflagrando ataques inéditos da artilharia da Turquia e avisos de que Ancara não tolerará mais atos do gênero. O governo turco mobilizou mais soldados na fronteira sul com a Síria e tem respondido a cada bombardeio que tem atingido seu território. As informações são Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
TurquiaSíriaconfronto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.