Turquia chama Israel de 'Estado terrorista'

O primeiro-ministro da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, chamou Israel de "Estado terrorista" por sua atual ofensiva contra a sitiada Faixa de Gaza, hoje em seu sexto dia.

AE, Agência Estado

19 de novembro de 2012 | 14h25

Falando em Istambul após voltar de Cairo, onde participou de conversas com o presidente do Egito, Mohammed Morsi, Erdogan também criticou os países ocidentais por não serem capazes de agir para dar fim à guerra na Síria.

"Aqueles que associam os muçulmanos ao terror deixam de enxergar quando os muçulmanos são massacrados em massa", disse Erdogan.

"Aqueles que deixam de ver a discriminação contra muçulmanos em seus próprios países também ignoram o massacre de crianças inocentes em Gaza. É por isso que eu digo que Israel é um Estado terrorista."

Os comentários de Erdogan foram feitos um dia depois de congressistas dos Estados Unidos terem conclamado os governos de Turquia e Egito a ajudarem a mediar o conflito no Oriente Médio.

O ministro das Relações Exteriores da Turquia, Ahmet Davutoglu, deve compor a delegação da Liga Árabe convocada para viajar a Gaza e tentar negociar um cessar-fogo.

O governo de Israel afirma que sua ofensiva contra Gaza tem como objetivo impedir que militantes palestinos radicados no território disparem foguetes contra o sul israelense.

Desde o início da nova escalada de violência, mais de 90 palestinos morreram em bombardeios contra Gaza e três israelenses morreram em disparos de foguetes procedentes de Gaza.

As relações entre Israel e Turquia esfriaram a partir de 2010, quando militares israelenses interceptaram uma embarcação civil estrangeira que tentava furar o bloqueio naval a Gaza e levar ajuda. Nove cidadãos turcos morreram no ataque. As informações são da Dow Jones e da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
TurquiaIsraelpalestinos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.