Turquia critica Israel por ataque à Síria

O primeiro-ministro da Turquia, Tayyip Erdogan, acusou Israel neste domingo de lançar um "terrorismo de estado" ao condenar o ataque aéreo à Síria como uma violação inaceitável da lei internacional. "Não se deve esperar nada dos que estão tratando Israel como uma criança mimada", afirmou Erdogan. "Como eu já disse e digo novamente, Israel tem uma mentalidade de espalhar o terrorismo de estado."

EQUIPE AE, Agência Estado

03 de fevereiro de 2013 | 17h29

Os comentários de Erdogan ocorreram após o ministro da Defesa de Israel, Ehud Barak, ter implicitamente confirmado o ataque à bomba ocorrido na quarta-feira e que Damasco disse ter tido como alvo um complexo militar próximo à capital. "Não podemos considerar a violação do espaço aéreo como aceitável. O que Israel fez está completamente contra as leis internacionais e é passível de condenação", afirmou Erdogan. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelataqueSíriaTurquia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.