Turquia detém cerca de 1.300 imigrantes com destino à Grécia em operação

A Turquia disse nesta segunda-feira que deteve cerca de 1.300 requerentes de asilo e imigrantes que estavam se preparando para cruzar até à Grécia, disse a agência de notícias estatal Anadolu.

Estadão Conteúdo

30 de novembro de 2015 | 16h04

Cerca de 750 imigrantes foram detidos em uma varredura antes do amanhecer na cidade de Ayvacik, na

Província de Canakkale, que é o principal ponto de passagem para a ilha grega de Lesbos, disse a agência. À tarde, as autoridades tinham detido mais de 550 pessoas, algumas das quais estavam tentando se esconder em olivais.

A mudança veio um dia depois de os líderes da União Europeia (UE) e da Turquia selarem um acordo com o compromisso que o país reforce os controles de suas fronteiras e, em contrapartida, receba um pacote de ajuda de 3 bilhões de euros.

No entanto, não ficou claro se a se a varredura desta segunda-feira está diretamente relacionada com o acordo para ajudar a conter o fluxo de imigrantes.

A Anadolu disse que os imigrantes eram provenientes do Irã, Iraque, Afeganistão e Síria.

Quatro suspeitos de traficar pessoas também foram detidos na varredura enquanto seis motores de barcos foram apreendidos.

Os imigrantes foram colocados em ônibus e levados para um pequeno centro para estrangeiros que aguardam ser deportados. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Turquiaimigrantesdetidos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.