Osman Orsal/Reuters
Osman Orsal/Reuters

Turquia fecha espaço aéreo a aviões civis da Síria

Segundo o ministro das Relações Exteriores turco, decisão foi tomada porque o regime sírio tem 'abusado' dos voos civis para transportar equipamento militar

Agência Estado, Agência Estado

14 de outubro de 2012 | 11h01

ANCARA - O ministro das Relações Exteriores da Turquia, Ahmet Davutoglu, afirmou neste domingo, 14, que o país fechou seu espaço aéreo para aviões civis sírios. Segundo o ministro, a Turquia tomou a decisão porque o regime sírio, que está em conflito com insurgentes, tem 'abusado' dos voos civis para transportar equipamento militar. Ele informou que o governo sírio foi informado da decisão neste último sábado, 13.

 

A Síria informou, também no sábado, que decidiu fechar o espaço aéreo do país para aviões comerciais de origem turca, conforme informou a agência estatal de notícias Sana com base em um comunicado do Ministério das Relações Exteriores.

 

A decisão síria foi "baseada no princípio da reciprocidade", tomada em retaliação à decisão turca de interceptar um avião de passageiros sírio que fazia um voo de Moscou para Damasco na quarta-feira, concluiu a agência estatal síria.

Depois de interceptar a aeronave, a Turquia confiscou o que declarou ser equipamentos militares a bordo da aeronave. A Síria denunciou o ato como pirataria aérea e a Rússia disse que a carga era composta de peças de radares que não violavam as leis internacionais. As informações são da Associated Press.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.