Turquia intercepta navio suspeito de levar armas à Síria

O governo da Turquia interceptou um navio, com bandeira da Antígua e Barbuda, suspeito de transportar armas e munições para a Síria, informou uma fonte diplomática à agência France Presse (AFP) nesta quarta-feira. "Nós recebemos a informação de que um cargueiro estava transportando armas e munições para a Síria", disse a fonte. O navio foi conduzido ao porto de Iskenderun, no Mediterrâneo, e deverá ser inspecionado na manhã da quinta-feira.

AE, Agência Estado

18 de abril de 2012 | 15h07

Segundo informações da agência estatal da Turquia, Anatólia, o navio foi interceptado e levado ao porto de Iskenderun. A Turquia decretou um embargo de armas contra o governo sírio, por causa da repressão brutal do presidente Bashar Assad contra a oposição, que deixou mais de 9 mil mortos em 13 meses. Segundo a agência Anatólia, uma publicação alemã afirmou que o navio "Atlantic Cruiser" carregava armamentos do Irã para a Síria. "O navio, de 6.200 toneladas, carregava armas e munições para Tartus, na Síria, com o objetivo de armar as tropas do presidente Bashar Assad", disse a publicação alemã. As autoridades turcas detiveram os 13 tripulantes do cargueiro e interrogarão o capitão e o imediato, ambos ucranianos.

As informações são da Associated Press e da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.