Turquia: Justiça ordena fim do bloqueio ao Youtube

O Tribunal de Ancara determinou nesta sexta-feira que o governo da Turquia ponha fim ao bloqueio de acesso ao Youtube, decretado na semana passada. Ontem, o governo foi obrigado a suspender as sanções contra o Twitter, acatando uma decisão da Corte Constitucional.

EDGAR MACIEL, COM INFORMAÇÕES DA ASSOCIATED PRESS, Agência Estado

04 de abril de 2014 | 07h56

O Youtube foi bloqueado no dia 27 de março, depois que o governo islamita conversador turco alegou que o canal de vídeo violou "a segurança nacional" porque divulgou o teor de uma reunião confidencial de governo. As autoridades falavam sobre a possibilidade de uma intervenção militar na Síria.

Após a decisão, o Youtube permanecia inacessível nesta sexta-feira no país. Até o momento, nenhum representante do governo turco manifestou se vai ou não respeitar a decisão do Tribunal.

No entanto, o primeiro-ministro da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, criticou hoje a decisão que liberava o acesso ao Twitter.

"Devemos aplicar a decisão da Corte Constitucional, mas não a respeito. Não respeito o veredicto", declarou Erdogan.

A Turquia é um dos 10 maiores mercados do Twitter no mundo, com mais de 12 milhões de usuários atualmente.

Tudo o que sabemos sobre:
JUSTIÇAYOUTUBETURQUIA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.