Turquia pede desculpas pela morte de curdos

O premiê da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, pediu ontem desculpas pela morte de quase 14 mil pessoas em uma campanha militar para conter uma rebelião de curdos nos anos 30. "Se há a necessidade de um pedido de desculpas em nome do Estado, eu estou pedindo perdão", disse Erdogan, respondendo à demanda do opositor Partido do Povo Republicano. Este foi o primeiro pedido de desculpas do governo turco pela morte de 13.806 curdos na cidade de Tunceli.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.