Turquia pede fim do isolamento de turco-cipriotas

A Turquia reivindicou nesta quarta-feira à União Européia (UE) que acelere as medidas para colocar fim ao isolamento da República Turca do Norte do Chipre (RTNC), reconhecida apenas por Ancara.Namik Tan, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores turco, disse que a UE tinha se comprometido a acabar com o isolamento dos turco-cipriotas após o plebiscito para a reunificação da ilha de Chipre, realizado em abril de 2004.Neste plebiscito, os turco-cipriotas - que controlam o norte da ilha - votaram "sim" ao plano de reunificação da ONU, rejeitado pelos greco-cipriotas."Se a UE ia decidir sobre as regras para o comércio direto (com a RTNC), por que não decidiu isso agora e adiaram até janeiro? É um atraso", disse Tan.Além disso, o porta-voz disse que essas medidas "serão um passo positivo para o fim do isolamento dos turco-cipriotas" que estão dispostos a seguir sua aplicação".Tan criticou novamente a recente decisão dos ministros de Exteriores da UE de suspender parcialmente as negociações para a adesão da Turquia, até que esse país abra seus aeroportos e seus portos ao tráfego com o resto do Chipre - país-membro do bloco europeu e cujo governo, que em teoria tem autoridade sobre toda a ilha, não é reconhecido por Ancara.O porta-voz reiterou que seu país espera que a UE "olhe para os assuntos do mundo com uma perspectiva mais ampla" e que "se dê conta do lugar da Turquia nesta visão".Além disso, insistiu que Ancara "não dará nenhum passo unilateral" sobre a questão cipriota, e que não fará nenhuma proposta por escrito à cúpula de chefes de Estado e de governo da UE, que será realizada amanhã e sexta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.