Turquia pede indiciamento de 12 suspeitos de atentados

Promotores públicos pediram o indiciamento de 12 acusados de serem cúmplices nos atentados da semana passada contra Istambul, em meio a sinais de progresso na investigação sobre a suposta célula extremista que estaria por trás dos ataques, que deixaram 57 mortos.Outros quatro suspeitos foram libertados sem acusações, informou a agência de notícias Anatolia. A previsão é de que a corte indicie rapidamente os 12 suspeitos.Muammer Guler, governador de Istambul, confirmou a que polícia identificou o homem que levou uma picape repleta de explosivos até a frente do Consulado da Grã-Bretanha na cidade, além de outros implicados no caso. Guler não revelou a identidade do homem. Entretanto, o jornal Milliyet desafiou as restrições impostas pelo governo e identificou o suspeito como Feridun Ugurlu, um turco que teria lutado ao lado de radicais islâmicos no Afeganistão e na Chechênia."Nós identificamos os acusados que perpetraram o ataque contra o Consulado Britânico", disse Guler. "Temos todos os detalhes e conhecemos suas conexões."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.