Turquia pede reunião urgente da Otan por ataque sírio

Cinco pessoas de uma mesma família morreram em um bairro residencial na Turquia; Ancara respondeu com ataque

Agência Estado

03 de outubro de 2012 | 16h38

BRUXELAS - A Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) realizará uma reunião de emergência depois de um bombardeio sírio ter provocado a morte de cinco pessoas na cidade turca de Akcakale, anunciou nesta quarta-feira, 3, o gabinete do primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan.

 

Veja também:

linkMorteiro da Síria mata cinco pessoas de uma família na Turquia

 

A reunião emergencial foi convocada a pedido da Turquia. Segundo a nota do gabinete de Erdogan, o chanceler turco, Ahmet Davutoglu, conversou com o secretário-geral da Otan, Anders Fogh Rasmussen, "e ficou decidido que o conselho da Otan se reunirá com urgência". Não há mais detalhes disponíveis sobre a reunião no momento.

 

No mesmo comunicado, o governo turco informou que está atacando "alvos selecionados" na Síria em retaliação ao bombardeio ocorrido horas antes em Akcakale.

 

As informações são da Dow Jones

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.