EFE/EPA/SEDAT SUNA
EFE/EPA/SEDAT SUNA

Turquia pode iniciar vacinação com CoronaVac neste mês, diz jornal

Em novembro, país assinou contrato para a compra de 50 milhões de doses da vacina, a serem entregues em lotes entre dezembro e fevereiro

Redação, O Estado de S.Paulo

09 de dezembro de 2020 | 04h00

ISTAMBUL - A Turquia pode começar a aplicar a vacina da chinesa Sinovac contra covid-19 até o fim deste mês depois que a análise de um licenciamento doméstico for concluída, disse o ministro da Saúde, Fahrettin Koca, nesta terça-feira, 8, segundo citação do jornal Sozcu.

Koca disse que os suprimentos da vacina CoronaVac chegarão na sexta-feira, 11. A vacina, que passa por testes de estágio avançado na Turquia e em outros países, entre eles o Brasil, precisa de mais duas semanas de testes e análise, disse o jornal.

Em novembro, a Turquia assinou um contrato para comprar 50 milhões de doses da CoronaVac, a serem entregues em lotes entre dezembro e fevereiro.

Resultados de testes preliminares anunciados no mês passado mostraram que a vacina desencadeou uma reação imunológica rápida, mas que o nível de anticorpos produzidos foi mais baixo do que em pessoas que se recuperaram do vírus.

No Brasil, onde a CoronaVac também passa por testes de estágio avançado, o Instituto Butantan de São Paulo disse na semana passada que espera os resultados iniciais de eficácia da vacina nos testes de Fase 3 até o dia 15 deste mês.

Koca disse que a Turquia, que tem uma população de 83 milhões de habitantes, queria comprar mais vacinas da China, mas não conseguiu, e que por isso está cogitando a Rússia e outros fornecedores possíveis para preencher a lacuna até a produção doméstica suprir a demanda./REUTERS 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.