Turquia pode pedir ajuda à Otan na questão síria

O primeiro-ministro da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, disse nesta quarta-feira que a Turquia poderá invocar o artigo 5 da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) para proteger sua fronteira com a Síria. Erdogan deu as declarações após soldados sírios terem disparado contra um campo de refugiados, em território turco, nesta semana. Seis pessoas ficaram feridas no ataque ao acampamento na província de Gaziantep, perto da fronteira síria. Quatro dos feridos a tiros são refugiados sírios e dois são civis turcos.

AE, Agência Estado

11 de abril de 2012 | 18h51

"A Otan tem a responsabilidade de proteger as fronteiras turcas" afirmou Erdogan a um grupo de repórteres durante sua visita à China, ao notar que a Turquia pode, como país-membro da Aliança Atlântica, invocar o artigo 5, o qual afirma que um ataque a um país membro constitui um ataque a todos os países da Otan, informa a agência France Presse (AFP). Erdogan está visitando a China. Ele disse, após o tiroteio em Gaziantep, que o incidente foi uma "violação bem clara da fronteira" da parte da Síria.

As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.