Turquia pode permitir que curdos concorram em eleições

O principal tribunal eleitoral da Turquia disse hoje que revisará uma decisão anterior que proibiu candidatos independentes curdos de concorrerem nas próximas eleições parlamentares, após mortíferos protestos contra o governo central terem irrompido em regiões de maioria curda, disseram funcionários turcos.

AE, Agência Estado

20 de abril de 2011 | 16h17

A Alta Comissão Eleitoral disse que começará a rever a situação de 12 candidatos curdos que foram barrados anteriormente, alguns dos quais têm condenações na Justiça. A Turquia terá eleições parlamentares em 12 de junho.

Um protesto na cidade de Bismil resultou na morte de um manifestante e em ferimentos em outros dois, quando a polícia turca disparou contra curdos, disse Selahattin Demirtas, político pró-curdo.

O Ministério do Interior da Turquia admitiu que dois manifestantes ficaram feridos pelos disparos, mas não confirmou a morte. Outros protestos no sudeste do país, de maioria curda, fizeram o governo turco rever a decisão e possivelmente permitir que alguns dos políticos curdos concorram como independentes. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
curdoseleiçõesTurquia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.