Turquia: polícia prende 10 envolvidos em ataque a editora

A polícia da Turquia já deteve mais cinco pessoas envolvidas no ataque contra uma editora de Bíblia, a Zirve, em Malatya, centro-oriental da Turquia. Outros cinco foram detidos no momento que a polícia achou as três pessoas mortas no ataque.As três vítimas foram encontradas com os pés e mãos atados e a garganta cortada. Uma das vítimas ainda foi levada com vida para um hospital, onde veio a falecer. Duas das vítimas eram turcos, e a terceira, alemão.Um quarto homem que pulou pela janela para escapar foi hospitalizado com traumatismo craniano, e a polícia acredita que ele seja um dos atacantes.Os cristãos são minoria no país, onde os muçulmanos são 99% da população. Nacionalistas vinham protestando recentemente na frente da editora Zirve, acusando-a de proselitismo. Malatya é um bastião de nacionalistas na Turquia e cidade natal de Mehmet Ali Agca, o turco que baleou o papa João Paulo Segundo em 1981.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.