AFP PHOTO / Belga
AFP PHOTO / Belga

Turquia prendeu em junho suspeito de atentados em Bruxelas

Segundo Erdogan, Ibrahim el-Bakraoui foi deportado, mas governo belga não comprovou vínculo terrorista e o liberaram o suspeito

O Estado de S. Paulo

23 de março de 2016 | 15h17

ANCARA - O governo da Turquia prendeu e deportou em junho para a Bélgica um dos suspeitos dos atentados de ontem em Bruxelas, informou nesta quarta-feira, 23, o presidente Recep Tayyip Erdogan. Segundo ele, autoridades belgas libertaram Ibrahim el-Bakraoui, apesar dos alertas turcos de que ele combatera com o Estado Islâmico na Síria. 

"Um dos autores do ataque é uma pessoa que prendemos em junho de 2015 em Ganziatep e foi deportado", disse Erdogan. "Informamos a embaixada belga sobre a deportação em 14 de junho, mas ele foi liberado."

Ainda de acordo com o presidente turco, isso ocorreu porque apesar dos alertas feitos por Ancara, o governo belga não conseguiu comprovar vínculos do militante com terrorismo. 

Mais cedo, a polícia da Bélgica identificou dois dos autores dos ataques do Estado Islâmico realizados um dia antes no país.  El-Bakraoui e seu irmão Khaled, que estavam foragidos desde a terça-feira 15 de uma operação em Forest, nas imediações da capital, foram responsáveis pelas explosões no Aeroporto Internacional de Zaventem e na estação de metrô de Maellbeek. A descoberta confirma os vínculos do ataque de ontem com os realizados em Paris em 13 de novembro. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.