Turquia programa caças para atacar alvos de Israel

ANCARA

, O Estado de S.Paulo

14 Setembro 2011 | 00h00

A Turquia alterou os sistemas de identificação de alvos de seus caças F-16 para que eles classifiquem aviões e navios israelenses como "inimigos". A informação foi divulgada ontem pelo jornal turco Star. Os sistemas dos F-16, fabricados nos EUA, têm como padrão a identificação de alvos de Israel como "aliados", o que impedia o ataque de pilotos turcos contra navios e aviões israelenses por engano.

A ordem para alterar o sistema, de acordo com o Star, veio diretamente do gabinete do premiê Recep Tayyip Erdogan. O novo sistema de radar foi modificado pela estatal turca Aselsan, especializada em tecnologia militar. A alteração é outra consequência da crise diplomática entre Israel e Turquia.

Ontem, no segundo dia da visita oficial ao Egito, Erdogan manifestou apoio total aos esforços palestinos para obter reconhecimento pleno na ONU. "Ao Egito e à Turquia interessa o que ocorre no Oriente Médio", disse o premiê. "O reconhecimento internacional de um Estado palestino não é uma opção, mas uma obrigação."

Erdogan também criticou duramente Israel. "O maior obstáculo para a paz no Oriente Médio é a mentalidade do governo de Israel", afirmou o premiê, que reiterou que só normalizará as relações com Tel-Aviv quando os israelenses se desculparem pela morte de nove turcos no ataque à flotilha que levava ajuda humanitária à Faixa de Gaza, em maio do ano passado. "Todos os países devem pagar pelos atos terroristas que cometem." / AP e REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.