REUTERS/Reuters TV/Haberturk TV
REUTERS/Reuters TV/Haberturk TV

Turquia recupera corpo de piloto de avião russo derrubado

Segundo a embaixada russa na Turquia, citada pela agência RIA Novosti, o corpo do piloto Oleg Peskov será trasladado para Ancara por um adido militar russo; a data da repatriação para a Rússia não foi divulgada

O Estado de S. Paulo

29 de novembro de 2015 | 15h51

ANCARA - A Turquia recuperou o corpo de um dos pilotos do avião russo derrubado na semana passada pelo país e o entregará à Rússia, anunciou neste domingo o primeiro-ministro turco, Ahmet Davutoglu.

"Durante a noite passada, nos entregaram na fronteira (síria) o corpo do piloto que morreu durante a violação do espaço aéreo turco pelo avião russo", disse Davutoglu.

Um representante russo viajará em breve ao lado de um oficial do Exército turco para a região de Hatay, na fronteira com a Síria, onde o corpo será entregue, completou o chefe de Governo. "De acordo com a tradição religiosa, clérigos ortodoxos celebraram rituais funerários em Hatay", disse.

De acordo com a embaixada russa na Turquia, citada pela agência RIA Novosti, o corpo do piloto Oleg Peskov será trasladado para Ancara por um adido militar russo. A data da repatriação para a Rússia não foi divulgada.

A Turquia afirma que derrubou na terça-feira passada um avião militar que violou seu espaço aéreo, mas A Rússia alega que o Su-24 sobrevoava apenas o território sírio como parte da campanha aérea para apoiar o regime de Bashar Assad.

Um dos pilotos morreu no momento em que caía de paraquedas depois de ejetar-se do avião, enquanto o outro foi resgatado em território sírio após uma operação conjunta das forças especiais russas e síria.

O incidente provocou uma crise diplomática entre Ancara e Moscou, que no sábado anunciou uma série de sanções econômicas contra a Turquia como medida de represália. / AFP 

Tudo o que sabemos sobre:
TurquiaRússiaSíria

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.