Turquia reduz papel dos militares na política

O presidente Necdet Sezer sancionou as reformas que reduzirão a influência dos militares na política, como parte de um impulso para melhorar as chances de ingresso do país na União Européia. As reformas definem como o papel do Conselho de Segurança Nacional - fórum usado pelos militares para impor suas opiniões ao país - como meramente consultivo.Elas também impõem um limite ao número de reuniões do Conselho e permitem um maior controle do Parlamento sobre os gastos militares. Outras metas da mudança são reprimir a tortura e ampliar a liberdade expressão, atendendo a exigências da UE.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.