Turquia volta a discutir entrada de tropas dos EUA

O primeiro-ministro turco, Recep Erdogan, apressava-se hoje para obter a autorização parlamentar para a entrada de 62 mil soldados americanos, diante da iminência da guerra e da possibilidade de a Turquia sair prejudicada.Erdogan anunciou que o Parlamento debaterá amanhã ou depois uma nova moção do governo para autorizar a entrada no país das tropas americanas, que usarão o território turco para invadir o norte do Iraque.A antiga moção, apresentada pelo então primeiro-ministroAbdulah Gul, foi rejeitada em 1º de março, apesar de o partido de Erdogan ter maioria na Câmara.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.