TV é atingida por foguetes em Beirute

Dois foguetes foram disparados na madrugada deste domingo, em Beirute, contra as instalações da emissora de TV do primeiro-ministro libanês Rafik Hariri, a TV do Futuro. A explosão provocou um incêndio e graves danos a um dos estúdios de jornalismo, informou a emissora. O primeiro-ministro inspecionou o prédio atingido, mas não fez comentários. A emissora não chegou a sair do ar.Os foguetes foram disparados a partir de um estacionamento perto da TV. ?Esse ataque lembra nosso passado de tragédias?, lamentou o ministro da Informação do Líbano, Michel Samaha. Os canais de notícias do Líbano, considerados os mais dinâmicos e independentes do mundo árabe, foram alvos de freqüentes ataques durante a guerra civil (1975-90). ?Este ato não é uma mensagem direta contra a TV do Futuro. Ele vem para minar a estabilidade e segurança não somente de Beirute, mas de todo o país?, completou o ministro, sem dar mais detalhes. O ataque aconteceu poucas horas depois de Hariri retornar de sua viagem de 10 dias ao Brasil e França. O gabinete, que não se reuniu durante três semanas, marcou uma sessão extraordinária para terça-feira, para preparar a reunião com delegados do Banco Mundial e a privatização das empresas de telefone celular do país. A sessão, que deverá ser comandada pelo presidente Emile Lahoud, tratará também da reconciliação entre Hariri e Lahoud. Os dois estavam com as relações meio estremecidas por conta de alguns pontos da agenda do país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.