TV e rádios da Venezuela serão processadas

A Comissão Nacional de Telecomunicações da Venezuela (Conatel) anunciou ontem ter aberto um processo administrativo contra uma emissora de TV e duas de rádio que não transmitiram, na quinta-feira, um pronunciamento do ministro das Comunicações, Ernesto Villegas, sobre o estado de saúde do presidente Hugo Chávez.

CARACAS, O Estado de S.Paulo

05 de janeiro de 2013 | 02h00

De acordo com o diretor do órgão, Pedro Maldonado, Villegas anunciou com antecedência que haveria a cadeia nacional. O procedimento administrativo tem como base a violação do artigo 10.º da Lei de Responsabilidade de Rádio e Televisão, que obriga os meios de comunicação a transmitir discursos oficiais do presidente, do vice-presidente e do ministro de Comunicação e Informação.

Segundo Maldonado, a emissora de televisão La Tele e as rádios Candela Pura 91.9 e Es 96.9 terão de apresentar seus argumentos de defesa nos próximos dias à Conatel.

A oposição cobra mais informações sobre o estado geral de saúde do presidente. O governo tem emitido uma série de comunicados sobre as condições de Chávez, mas sem dizer o tipo de câncer que o afeta. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.