TV especula sobre morte de Bin Laden

Um avião não-tripulado norte-americano disparou pelo menos um míssil contra um grupo de militantes da Al-Qaeda no leste do Afeganistão, causando a morte de várias pessoas, incluindo um alto líder da organização, segundo fontes militares dos Estados Unidos citadas nesta quinta-feira pela rede de TV CBS.A informação causou especulações de que uma das vítimas do ataque, desfechado na última segunda-feira, pudesse ser o líder máximo da rede, o milionário saudita Osama bin Laden.Segundo um dos militares ouvidos pelos repórteres da emissora, o avião Predator sobrevoava um complexo de cavernas de Zawar Khili quando detectou um comboio de veículos militares escoltado por guardas armados.No momento em que o comboio se deteve e dele desceram três homens, o Predator disparou um míssil antitanque RQ-1 Hellfire contra o grupo.Um desses mortos, de acordo com as fontes ouvidas pela CBS, era um homem muito mais alto do que os demais. O FBI, a polícia federal norte-americana, estima que Bin Laden tenha entre 1,95 metro e 2,01 metros.As autoridades norte-americanas apuraram, porém, que outros dirigentes da Al-Qaeda também têm elevada estatura. A especulação segundo a qual o homem mais alto era algum líder do grupo ganhou força também por causa do nível da segurança que o cercava.O mau tempo não permitiu que comandos norte-americanos que estão no local chegassem até a região bombardeada para recolher os corpos. Zawar Khili localiza-se nas proximidades do complexo de cavernas de Tora Bora, pesadamente bombardeado há dois meses.Funcionários do Departamento de Defesa e da CIA - a agência que opera os Predators - negaram-se a comentar o incidente. "Nada temos a relatar sobre isso neste momento", disse o porta-voz da CIA, Fred Leeder.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.