TV estatal diz que explosões são fogos pelo Ramadan

Preocupado em evitar que os combates na capital, Damasco, contaminassem todas as áreas civis da cidade, a TV estatal síria atribuía ontem a série de explosões a "fogos de artifício em celebração ao início do Ramadan" - referindo-se ao mês sagrado dos muçulmanos. Confrontos em Damasco foram noticiados discretamente, como "operações de caça a terroristas em alguns bairros".

O Estado de S.Paulo

18 de julho de 2012 | 03h04

A TV síria mostrou ontem imagens de pessoas sendo entrevistadas pelas ruas da capital, numa tentativa de exibir a tranquilidade dos cidadãos. Mas, em meio a algumas entrevistas, tiros podiam ser ouvidos ao fundo.

Desde o início dos protestos contra Assad, no ano passado, a mídia oficial tem noticiado os confrontos como operações policiais de combate a "terroristas aliados à rede Al-Qaeda" - numa referência à organização fundada por Osama bin Laden. Após massacres de civis em localidades controladas por rebeldes, a TV síria culpou a oposição pelas mortes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.