'Twitter chinês' ajudou a desvendar assassinato de criança, diz polícia

Depois de pedir ajuda por site de microblogging Sina Weibo, autoridades conseguiram identificar vítima.

BBC Brasil, BBC

30 de novembro de 2010 | 12h48

Site de microblogging Sina Weibo tem mais de 50 milhões de usuários.

A polícia do sul da China afirma ter conseguido solucionar o assassinato de uma criança com a ajuda de usuários de um site chinês equivalente ao Twitter.

No início de novembro, o corpo de uma menina de 3 anos de idade foi encontrada na praia da cidade portuária de Xiamen, com marcas de abusos que teriam sido cometidos contra ela durante durante boa parte de sua vida.

Por meio do serviço de microblogging Sina Weibo, muito popular entre os internautas chineses, as autoridades ofereceram uma recompensa a quem ajudasse a descobrir o assassino.

Além disto, os policiais usaram o Sina Weibo para divulgar fotografias de uma bolsa encontrada junto do corpo da garota.

A polícia diz ter recebido centenas de respostas por meio da internet, o que possibilitou, segundo as autoridades, a identificação da vítima e a detenção dos pais da criança, que moravam em uma província vizinha, acusados de assassinato.

Lançado em 2009, o Sina Weibo tem mais de 50 milhões de usuários e registra uma média de 25 milhões de publicações diárias.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.