UBS pode congelar pagamento de bônus a executivos

O banco suíço UBS planeja adiar o pagamento de bônus para gerentes seniores com o intuito de desencorajar o arriscado comportamento de curto prazo que lhe custou mais de 45 bilhões de francos suíços no ano passado, segundo reportagem publicada neste domingo pelo jornal Sonntag.De acordo com o jornal, o banco congelará o pagamento de bônus por três anos, e permitirá que os acionistas aprovem o pacote de remuneração dos gerentes.Andreas Kern, porta-voz do UBS, recusou-se a comentar a reportagem, mas afirmou que o banco divulgará um comunicado na segunda-feira detalhando as mudanças que planeja fazer em seu sistema de remuneração. Se concretizada, a medida ocorrerá depois de o banco ter recebido duras críticas após a revelação de que gerentes seniores recebiam bônus equivalentes a milhões de francos anualmente, enquanto lideravam uma estratégia de investimento que acabou forçando o UBS a buscar um resgate de US$ 60 bilhões do governo no mês passado. (AE-AP)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.