Ucrânia: 49 morrem após avião militar ser abatido

O Ministério da Defesa Ucrânia informou que separatistas pró-Rússia derrubaram um avião militar no leste do país com 49 pessoas a bordo neste sábado.

AE, Agência Estado

14 de junho de 2014 | 07h45

O escritório da procuradoria-geral da Ucrânia relatou que todos os passageiros morreram, mas o Ministério da Defesa não confirmou a informação. O porta-voz da operação contraterrorismo, Vladislav Seleznyov, relatou, por sua vez, que o número de vítimas era preliminar.

O avião modelo Il-76 foi atacado com metralhadoras pesadas e mísseis na madrugada enquanto se aproximava do aeroporto de Luhansk, um dos redutos dos rebeldes.

O ministério informou que o avião transportava soldados, equipamentos e mantimentos para as forças que lutam contra os insurgentes no leste do país.

A cidade de Luhansk é majoritariamente controlada por separatistas, enquanto o aeroporto é dominado por forças do governo.

A aeronave foi a segunda a ser derrubada por separatistas, depois de um incidente em 6 de junho.

Kiev acusa Moscou de fornecer aos separatistas com armas pesadas e mísseis antiaéreos - uma acusação que a Rússia nega.

Por sua vez, os EUA, aliados do novo governo da Ucrânia, disseram que confirmaram que os rebeldes haviam adquirido tanques e lançadores de mísseis da Rússia. Fonte: Associated Press e Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
UcrâniaAvião

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.