Ucrânia acusa rebeldes de manter ataques apesar de cessar-fogo

Rebeldes separatistas dispararam cerca de 50 vezes contra posições ucranianas na últimas 24 horas, afirmou o porta-voz militar coronel Anatoliy Stelmakh. Os ataques aconteceram apesar do cessar-fogo, que entrou em vigor no domingo.

O Estado de S. Paulo

20 de fevereiro de 2015 | 09h17

Stelmakh declarou nesta sexta-feira que a vila de Kurakhovo, a oeste do reduto rebelde de Donetsk, foi alvo de foguetes Grad e que a vila de Berdyansk, nas proximidades da cidade portuária de Mariupol, foi atingida por artilharia e morteiros durante a noite.

Após a retirada das forças ucranianas da cidade de Debaltseve, nesta semana, aumentaram os temores sobre a possibilidade de os rebeldes tentarem tomar Mariupol, que fica no Mar de Azov, entre o território russo e a Península da Crimeia, anexada pela Rússia em janeiro de 2004. / AP

Tudo o que sabemos sobre:
Ucrâniaataquesrebeldescessar-fogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.