Gleb Garanich/Reuters
Gleb Garanich/Reuters

Ucrânia adota novo sistema para eleições legislativas

Metade dos parlamentares será escolhida por meio de listas; governo espera não haver protestos

Efe

08 de dezembro de 2011 | 11h34

KIEV - O presidente da Ucrânia, Viktor Yanukovych, promulgou nesta quinta-feira, 8, um novo sistema eleitoral para as eleições legislativas, informou o site do líder ucraniano.

 

"A nova lei foi elaborada com a participação de especialistas nacionais e estrangeiros, e se ajusta aos padrões democráticos internacionais", conforme foi divulgado em um comunicado da Rada (Parlamento unicameral).

 

De acordo com a nova lei, aprovada pelo Parlamento ucraniano em novembro, a metade dos 450 deputados da Rada será escolhida por listas de partidos (antes eram todos), e os demais por circunscrições majoritárias.

 

Para ingressarem ao Rada, as formações políticas e os candidatos independentes devem obter número de votos superior a 5% (antes era 3%). Além disso, foi eliminada a opção "contra todos" nas cédulas eleitorais.

 

Andrey Senchenko - deputado do opositor partido Batkivshchyna e colaborador do projeto de lei - descartou a possibilidade que protestos semelhantes aos ocorridos na Rússia após a suposta fraude nas eleições, possam se repetir na Ucrânia. "Na Rússia, as comissões (eleitorais) foram formadas por uma só força. Nós evitamos fazer isso em nossas leis", disse o deputado, citado pelo portal rosbalt.ru. 

Tudo o que sabemos sobre:
UcrâniaEuropaYanukovych

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.