Ucrânia assume ter derrubado avião russo

O ministro da Defesa da Ucrânia, Olexander Kuzmuk, confirmou hoje que forças ucranianas foram responsáveis pela derrubada acidental, no dia 4, de um Tupolev russo com 78 pessoas a bordo. "Sabemos que estamos envolvidos no acidente", disse Kuzmuka. "Ofereço minhas profundas desculpas aos parentes e amigos daqueles que morreram nesse acidente." Foi a primeira confirmação oficial da responsabilidade ucraniana. O avião foi atingido por um míssil da Ucrânia disparado durante exercícios militares na Criméia e caiu no Mar Negro. Kuzmuk, cuja oferta de renúncia por causa da tragédia não foi aceita pelo presidente Leonid Kuchma, não soube explicar como o míssil pôde sair da trajetória projetada e atingir o avião.

Agencia Estado,

13 Outubro 2001 | 15h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.