Ucrânia coloca unidades antiterroristas em alerta

O serviço de segurança estatal da Ucrânia anunciou que as unidades antiterroristas foram colocadas em alerta devido às crescentes ameaças contra locais como aeroportos, estações de trens, oleodutos e usinas nucleares.

AE, Agência Estado

09 de fevereiro de 2014 | 21h05

O Serviço da Segurança da Ucrânia (SBU, na sigla em inglês) disse que as medidas são "primariamente preventivas" e não fez referências explícitas aos protestos que agitam o país desde o fim de novembro do ano passado. Entre as justificativas para o alerta, o SBU mencionou "ameaças de explosões" em pontos de transporte estratégicos e em instalações de energia, assim como pedidos para ocupar locais abrigando grandes estoques de armas e bloqueios a prédios do governo.

Os manifestantes, que têm ocupado a região central de Kiev por mais de dois meses, cercaram vários prédios estatais e repetidamente entraram em confronto com a polícia. Eles demandam a saída do presidente Viktor Yanukovych.

O comunicado do SBU disse que as novas medidas têm como objetivo somente garantir a segurança pública e prevenir atividades criminosas com um viés terrorista. A agência também disse que recebeu ameaças anônimas de ataques com bombas, mas não forneceu mais detalhes. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Ucrâniaterrorismoprotestos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.