Ucrânia diz que suas tropas obtêm progresso avançando em áreas rebeldes

Tropas de Kiev hasteiam bandeira do país em cidade tomada por insurgentes que querem anexação à Rússia

REUTERS

17 de agosto de 2014 | 16h03

KIEV - As forças ucranianas hastearam a bandeira nacional em uma delegacia de polícia em Luhansk, uma cidade na fronteira com a Rússia que desde abril estava sob controle rebelde, disse neste domingo um porta-voz militar no que poderia ser um avanço nos esforços para derrotar os separatistas pró-russos.

Autoridades ucranianas disseram que, apesar de os rebeldes terem dificuldade em manter o controle sobre Luhansk, sua rota de apoio com a vizinha Rússia, o fluxo de armas e de combatentes de Moscou se acelerou.

Os ministros das Relações Exteriores da Ucrânia e da Rússia realizavam uma reunião neste domingo, em Berlim, embora pareça provável que a diplomacia será esmagada por um rápido desenvolvimento no campo de batalha.

Rússia nega estar ajudando os rebeldes e acusa Kiev, apoiado pelo Ocidente, de provocar uma crise humanitária devido ao uso indiscriminado da força contra a Ucrânia oriental de língua russa, que rejeitam o governo ucraniano.

Andriy Lysenko, um porta-voz militar da Ucrânia, disse que as forças do governo lutaram no sábado contra os separatistas na cidade de Luhansk e assumiram o controle da delegacia do distrito de Zhovtneviy.

"Eles içaram a bandeira nacional sobre ela", disse Lysenko um grupo de jornalistas.

As autoridades separatistas na Luhansk não puderam ser contatadas por telefone e um porta-voz separatista Donetsk, outro reduto rebelde no leste da Ucrânia, disse que não sabia o que tinha acontecido em Luhansk. / REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
UCRANIATROPAconflito

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.