Ucrânia e separatistas pró-Rússia assinam cessar-fogo

Presidente ucraniano ordenou que ações militares no leste sejam interrompidas a partir das 18 horas (12 horas no horário de Brasília) 

O Estado de S. Paulo

05 de setembro de 2014 | 10h37

MINSK - O governo ucraniano e os separatistas pró-Rússia concordaram nesta sexta-feira, 5, com um cessar-fogo, que começará às 18 horas (12 horas no horário de Brasília), informou a Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE).

Minutos antes do anúncio da OSCE, o presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, havia confirmado em sua conta no Twitter que um protocolo preliminar para o cessar-fogo havia sido assinado em Minsk com os separatistas.

Poroshenko ordenou ao Estado Maior ucraniano que interrompa as ações militares e encarregou a chancelaria do país e a OSCE de supervisionarem o cessar-fogo.

Os rebeldes também usaram sua conta no Twitter para informar o resultado positivo das negociações com Kiev, embora ainda não houvesse confirmação oficial.

Representantes da Rússia, Ucrânia e dos rebeldes pró-Rússia chegaram nesta sexta à capital da Bielorrússia, Minsk, para as negociações, mediadas pela OSCE. As autoridades dos dois lados haviam dito que estavam dispostas a baixar as armas se um acordo fosse alcançado.

Poroshenko concordou com termos do plano de paz propostos pelo líder russo, Vladimir Putin, na quarta-feira, mas não há detalhes do que foi acordado entre as duas partes. / AP, EFE e REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.