Ucrânia fecha acordo para compra de combustível

A empresa de tecnologia nuclear norte-americana Westinghouse anunciou que vai vender combustível para os reatores da Ucrânia até 2020. O acordo ajuda os ucranianos a reduzirem sua dependência da Rússia, no momento em que os dois países discutem sobre o fornecimento de gás não pago.

AE, Agência Estado

11 de abril de 2014 | 18h29

Os 15 reatores ucranianos produzem cerca da metade da eletricidade do país. A maior parte da energia da Ucrânia ainda vem da Rússia, mas o acordo vai permitir à Westinghouse elevar sua participação no fornecimento para 25%, com a possibilidade de entregar mais combustível se for necessário. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Ucrâniaenergia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.