Ucrânia: ONU pede cuidado com 'ações precipitadas'

O secretário-geral das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, está apelando a todas as partes envolvidas na Ucrânia "para evitar ações precipitadas e retórica provocativa". Ele alertou que "neste momento crucial, não podemos nos dar ao luxo de erros de cálculo ou inércia".

AE, Agência Estado

10 de março de 2014 | 15h32

Ban alertou, em nota divulgada nesta segunda-feira, que "uma maior deterioração da situação teria sérias repercussões para a população da Ucrânia, a região e a comunidade global".

Segundo o secretário-geral, uma resolução para a crise deve se basear em princípios da Carta da ONU, com "a solução pacífica de controvérsias e o respeito pela unidade, soberania e integridade territorial da Ucrânia".

O porta-voz da ONU, Stephane Dujarric, destacou que o secretário-geral assistente para Direitos Humanos, Ivan Simonovic, está em Kiev. Ele irá para Kharkiv, que fica no leste do país, região pró-Rússia, e depois para a Crimeia esta semana. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Ucrâniaonubanretórica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.