Ucrânia pagará à Rússia US$ 786 mi da dívida de gás

O comissário de Energia da União Europeia, Guenther Oettinger, disse que a companhia de gás da Ucrânia pagará US$ 786 milhões para a Gazprom, como uma primeira medida para quitar as dívidas de Kiev e evitar um corte no suprimento.

BERLIM, Agência Estado

30 Maio 2014 | 16h25

Oettinger salientou que a Naftogaz informou em reunião nesta sexta-feira ter ordenado o pagamento. Representantes da Gazprom e os ministros de Energia da Rússia e da Ucrânia também estavam presentes na reunião.

O comissário disse que os representantes da Rússia se disseram prontos para retomar as discussões sobre as dívidas da Ucrânia e o futuro preço do gás em Bruxelas na segunda-feira - desde que o dinheiro seja recebido na segunda mesmo, como previsto. Oettinger descreveu o resultado como um "progresso, mas não um grande avanço".

O primeiro-ministro russo, Dmitry Medvedev, informou hoje que havia sido comunicado pela Ucrânia do pagamento de parte da dívida de gás, mas não confirmou de quanto seria, conforme a agência de notícias Interfax.

Kiev e Moscou estão em um impasse cada vez mais acirrado sobre gás desde a deposição do presidente Viktor Yanukovych na Ucrânia em fevereiro. A Ucrânia é um importante ponto de passagem do gás russo para a Europa, e qualquer interrupção no fornecimento para a Ucrânia também afetaria o suprimento para a UE. Fonte: Associated Press e Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
Ucrânia gás dívida rússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.