Ucrânia poderá barrar navios russos em suas águas

A Ucrânia advertiu a Rússia neste domingo: poderá impedir navios da marinha russa de retornar para sua base na Criméia para evitar a organização das tropas russas na costa da Geórgia. A afirmação pode afetar as relações entre os dois países, já complicadas por conta das disputas na área de energia e dos planos da Ucrânia de se unir à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).O Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia informou que a organização naval da Rússia na costa da Geórgia, no Mar Negro, tem o potencial de englobar a Ucrânia no conflito entre Rússia e Geórgia na questão da província separatista Ossétia do Sul. Uma esquadra naval russa está estacionada na costa de outra região separatista da Geórgia, Abkházia. Os navios são da frota russa do Mar Negro, que tem como base o porto de Sebastopol, que a Rússia aluga da Ucrânia desde 1997. "Para evitar circunstâncias em que a Ucrânia possa ser envolvida neste conflito militar (...), a Ucrânia se reserva o direito de impedir navios que possam tomar parte nestas ações de retornar para o território ucraniano até que o conflito seja resolvido", diz o documento ucraniano, colocado no web site do governo. A afirmação dá apoio à Geórgia. Tanto a Ucrânia como a Geórgia querem se livrar da influência russa, integrar-se ao Ocidente e unir-se à Otan.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.