Ucrânia prende dez militares russos

Porta-voz do Exército russo disse que os paraquedistas teriam cruzado a fronteira por engano ao patrulhar a fronteira

O Estado de S. Paulo

26 de agosto de 2014 | 08h23

HTTP://FOTOS.ESTADAO.COM.BR/BOMBARDEIO-A-DONETSK,GALERIA,10015,,,,0.HTM

KIEV - O governo da Ucrânia anunciou nesta erça-feira, 26, ter capturado dez soldados russos em seu território. Segundo o Exército e o Ministério do Interior, os militares eram paraquedistas e foram presos na segunda-feira em  Amvrosiivka, perto da fronteira com a Rússia, na província de Donetsk.

Um porta-voz do Exército russo disse que os paraquedistas teriam cruzado a fronteira por engano ao patrulhar a fronteira, o que foi contestado pelos ucranianos. 

Segundo Kiev, os militares presos estavam em uma missão especial. "Isso não foi um engano, mas uma missão especial que eles estavam realizando", disse o porta-voz dos militares ucranianos, Andriy Lisenko, em um comunicado divulgado na televisão.

Lisenko também afirmou que os separatistas estavam atacando a cidade de Novoazovsk, localizada na fronteira sudeste, "neste exato momento" e que as forças ucranianas tinham destruído 12 veículos blindados de infantaria na área. / AP e REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
Ucrânia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.