Ucrânia se diz preparada para medidas impopulares

O recém nomeado primeiro-ministro da Ucrânia, Arseniy Yatsenyuk, disse hoje que estabilizar o setor financeiro é uma prioridade e que seu governo está pronto para tomar "medidas bastante impopulares" para assegurar ajuda financeira externa.

AE, Agência Estado

28 Fevereiro 2014 | 11h09

Ontem, o Fundo Monetário Internacional (FMI) anunciou que havia recebido um pedido de ajuda da Ucrânia e que logo enviará uma equipe a Kiev para iniciar negociações.

Segundo Gillian Edgeworth, economista do UniCredit, o programa de ajuda do FMI provavelmente vai exigir que a Ucrânia flexibilize sua moeda, implemente a consolidação fiscal e reforme seu setor bancário. Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
Ucrâniamedidasajudafmi

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.